31.5.04

Porto de Abrigo

Imagina uma paz sublime que te conforta quando sais de uma festa que expõe a tua alma a um sentimento de dúvida sem saber porque te escolheu.
Imagina um sorriso que te faz chorar!
Imagina uma lágrima sem preconceitos!
Imagina um abraço que te acolhe e que não te compromete!
Tão bom!